4

Ginástica cerebral promove qualidade de vida

18 Aug 2015 por Departamento de Comunicação e Mídias SUPERA em Passatempo

Exercitar os neurônios melhora a memória, ajuda a prevenir perdas cognitivas e aumenta a autoestima.

Envelhecer com qualidade de vida é o sonho de qualquer pessoa: morar bem, viver em harmonia com familiares e amigos e ter saúde para desfrutar o que construiu ao longo da vida. Para isso, é importante ter alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos e cuidar do cérebro, o que muita gente às vezes esquece.
A opinião dos médicos é unânime: quanto mais ativo é o cérebro, mais saudável é a mente e você consegue manter autonomia por mais tempo. Para manter os neurônios em atividades, existe uma pratica muito eficaz: a ginástica para o cérebro.

Ao contrário do que se pensava há alguns anos, o cérebro mantém ao longo da vida uma capacidade extraordinária de desenvolvimento e recuperação.

De acordo com o professor de ginástica cerebral Geomacel de Carvalho, da escola SUPERA Ginástica para o Cérebro, podemos comparar os exercícios para o cérebro às atividades físicas. Quando mais você exercita o corpo, mais saudável e mais forte ele fica. O cérebro, quanto mais estímulos recebe, mais ativo e ágil ele se torna.

No curso,a prática é feita por meio de desafios de lógica em apostilas exclusivas, jogos de tabuleiro, jogos online, dinâmicas em grupo e a principal ferramenta do curso, o ábaco, um instrumento oriental milenar de cálculo.

Esta série de atividades ajuda a estimular o cérebro e a manter em bom funcionamento habilidades como memória, coordenação motora, autoestima, relacionamento interpessoal, foco, concentração e raciocínio são fortalecidos por esta técnica.

Além disso, a prática ajuda a retardar o surgimento de sintomas de doenças neurocognitivas, como o Alzheimer, um mal que afeta cerca de 15 milhões de pessoas no mundo.

Até existem remédios para amenizar os sintomas destas doenças, mas a ginástica cerebral atua de forma preventiva, sem efeitos colaterais. Isso significa que, a família que tem um idoso em casa, tem a chance de conviver com ele por mais tempo e assim usufruir de seus conselhos e histórias.

As organizações mundiais de saúde recomendam que toda pessoa se exercite cinco vezes por semana, durante meia hora. Já o cérebro precisa ser estimulado uma vez na semana, durante duas horas. Nos outros dias da semana, é recomendado exercitar-se ao menos por 15 minutos, com jogos virtuais, livros, viagens e fazendo novos amigos. Para manter o cérebro jovem, a grande dica é evitar rotinas.

Departamento de Comunicação e Mídias SUPERA

Foto Divulgação: Terceira idade pratica ginástica para o cérebro em uma das escolas SUPERA

COMPARTILHE

  • 1170 Visualizações

ESCRITO POR

Departamento de Comunicação e Mídias SUPERA

Departamento de Comunicação e Mídias SUPERA

Perfil do Autor
COMMENTS
  1. mafecrep@uol.com.br'

    Fernanda Souza

    Leticia boa tarde. Fizemos o teste e enviamos mensagem mas ate o momento nao recebemos nenhum retorno do Supera, nao achei o telefone de contato tambem. Poderia me passar por favor? Grata Fernanda

  2. mafecrep@uol.com.br'

    Fernanda souza

    Ola leticia
    Entramos no site, mas nao tem telefone, falam para preencher uma ficha e fazer um teste que irao entrar em contato para fazer uma aula gratis , mas ninguem entra em contato. so achei um telefone com cod 12 , a matriz é é em SJCampos? pode me passar o telefone da filial da Pompeia em SP?
    Agradeço

Deixe um comentário